Seminário da CNBB discute tema da Campanha da Fraternidade 2018
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Livro Dr Plinio de Mons João Clá

Seminário da CNBB discute tema da Campanha da Fraternidade 2018
Gaudium Press - 2016/12/09

Brasília (Sexta-feira, 09-12-2016, Gaudium Press) Definido pela CNBB, o tema da Campanha da Fraternidade 2018 será "Fraternidade e superação da violência". O lema, por sua vez, intitula-se "Em Cristo somos todos irmãos" (Mt., 23,8). E em meio à complexidade que os assuntos apresentam, os mesmos estão sendo discutidos, bem como refletidos e aprofundados em um seminário na sede da Conferência, em Brasília.

Seminário da CNBB discute tema da Campanha da Fraternidade 2018.jpg

O seminário, que se encerra nesta sexta-feira, 9 de dezembro, acolhe diversos participantes. Entre eles, estão assessores das Comissões Episcopais da Entidade e representantes de diversos segmentos da sociedade civil que trabalham diretamente com a temática da violência.

Segundo o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, "Esse encontro deseja ser uma ajuda, mesmo porque a temática é exigente. Ela tem muitos aspectos, tem muitas nuances, tem abordagens que necessitamos fazer diante da amplitude do tema".

Além disso, o tema foi aprovado na reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep) da CNBB, em setembro.

Ainda conforme Dom Leonardo, a violência está presente em vários segmentos da sociedade. "Toda violência exclui, toda violência mata", ressaltou.

O encontro teve início com uma Lectio Divina, na capela, conduzido pelo o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação Social da CNBB, Padre Antônio Xavier Batista.

O sacerdote, aliás, fez uma breve análise do que significa a violência e refletiu a temática a partir do livro de Jonas.

"Escolhi esse texto porque nele é possível encontrar vários elementos que ilustram os vários tipos de violência vividos pelo povo", lembrou o Padre Antônio.

Após uma breve abertura, os integrantes dividiram-se em três grupos de trabalho para estudar o tema de modo mais aprofundado.

O subsecretário adjunto de pastoral, Padre Antônio Catelan, explicou que o grupo terá a oportunidade de debater o tema e apresentar elementos que não podem deixar de ser abordados no texto da Campanha. "Nós discutir vários aspectos do tema da violência para daí usar este estudo para preparar o texto base", afirmou. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações CNBB

Votar Resultado 0  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.