“Serás pescador de homens”
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Livro Dr Plinio de Mons João Clá

“Serás pescador de homens”
Redação - 2016/05/12

Esta é a lógica que orienta a missão de Jesus e da Igreja: ir à procura de homens e mulheres para restituir-lhes a plena dignidade e liberdade, mediante o perdão dos pecados.

Simão Pedro lança-se aos pés de Jesus, dizendo: "Afasta-Te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador" (Lc 5, 8). Aquele sinal milagroso convenceu-o de que Jesus não é apenas um Mestre formidável, cuja palavra é genuína e poderosa, mas que Ele é o Senhor, a manifestação de Deus. E esta presença aproximada suscita em Pedro uma forte sensação da própria mesquinhez e indignidade. Sob um ponto de vista humano, pensa que deve haver distância entre o pecador e o Santo.

Na verdade, precisamente a sua condição de pecador exige que o Senhor não Se afaste dele, do mesmo modo como um médico não se pode distanciar de quem está doente.

A resposta de Jesus a Simão Pedro é reconfortante e decisiva: "Não temas; doravante serás pescador de homens" (Lc 5, 10). E de novo o pescador da Galileia, depositando a sua confiança nesta palavra, deixa tudo e segue Aquele que Se tornou o seu Mestre e Senhor. E assim agiram também Tiago e João, companheiros de trabalho de Simão.

Esta é a lógica que orienta a missão de Jesus e a missão da Igreja: ir à procura, "pescar" homens e mulheres, não para fazer proselitismo mas para restituir a todos a plena dignidade e liberdade, mediante o perdão dos pecados. Eis a essência do Cristianismo: propagar o amor regenerante e gratuito de Deus, com atitude de acolhimento e de misericórdia para com todos, a fim de que cada um possa encontrar a ternura de Deus e receber a plenitude de vida. E aqui penso de maneira particular nos confessores: eles são os primeiros que devem transmitir a misericórdia do Pai, seguindo o exemplo de Jesus, como fizeram também os dois frades santos, padre Leopoldo e padre Pio.

O Evangelho de hoje interpela-nos: sabemos nós confiar verdadeiramente na palavra do Senhor? Ou então nos deixamos desanimar pelos nossos fracassos? Durante este Ano Santo da Misericórdia somos chamados a confortar quem se sentir pecador e indigno diante do Senhor, e abatido por causa dos próprios erros, dizendo-lhe as mesmas palavras de Jesus: "Não temas". "A misericórdia do Pai é maior do que os teus pecados! É maior, não tenhas medo!". - Excerto do Angelus, 7/2/2016

Votar Resultado 3  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.