Luminoso exemplo para a juventude
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Livro Dr Plinio de Mons João Clá

Luminoso exemplo para a juventude
Livro Jacinta e Francisco Prediletos de Maria - Mons João Clá - 2008/11/07

Os veneráveis restos mortais de Jacinta e Francisco estão sepultados atualmente na Basílica de Fátima, junto ao local tumulo jacinta.jpgonde por seis vezes Nossa Senhora lhes apareceu, transmitindo-lhes uma das mais importantes mensagens que os homens já receberam do Céu. Ali entraram para a História de nosso tempo. Ali ingressam na História da eternidade, beatificados por João Paulo II.

Durante a Missa de Beatificação, celebrada diante do Santuário de Fátima, o Papa pronunciou uma expressiva homilia, tão rica em considerações sobre os dois novos heróis da Fé, e tão cheia de valiosos ensinamentos para a juventude, que a transcrição de alguns de seus trechos é o melhor epílogo para a presente narrativa:

"Ao beato Francisco, o que mais impressionava e absorvia era Deus naquela luz imensa que penetrara no íntimo dos três. Só a ele, porém, Deus Se dera a conhecer ‘tão triste', como ele dizia. Certa noite, seu pai ouviu-o soluçar e perguntou-lhe porque chorava; o filho respondeu: ‘Pensava em Jesus que está tão triste por causa dos pecados que se cometem contra Ele'. Vive movido pelo único desejo - tão expressivo do modo de pensar das crianças - de consolar e dar alegria a Jesus'.

Na sua vida, dá-se uma transformação que poderíamos chamar radical; uma transformação certamente não comum em crian¬ças da sua idade. Entrega-se a uma vida espiritual intensa, que se traduz em oração assí­dua e fervorosa, chegando a uma verdadeira forma de união mística com o Senhor. Isto mesmo o leva a uma progressiva purificação do espírito, através da renúncia aos próprios gostos e até às brincadeiras inocentes de criança.

Suportou os grandes sofrimentos da doença que o levou à morte, sem nunca se lamentar. Tudo lhe parecia pouco para consolar Jesus; morreu com um sorriso nos lábios. Grande era, no pequeno Francisco, o desejo de reparar as ofensasfrancisco_5.jpg dos pecadores, esforçando-se por ser bom e oferecendo sacrifícios e oração. [...]

Deus não quer que ninguém se perca; por isso, há dois mil anos mandou à terra o seu Filho ‘procurar e salvar o que estava perdido' (Lc 19, 10). E Ele salvou-nos com a sua morte na cruz; ninguém torne vã aquela Cruz! Jesus morreu e ressuscitou para ser ‘o primogênito de muitos irmãos' (Rm 8, 29).

Na sua solicitude materna, a Santíssima Virgem veio aqui, a Fátima, pedir aos homens para ‘não ofenderem mais a Deus nosso Senhor, que já está muito ofendido'. É a dor de mãe que a faz falar; está em jogo a sorte de seus filhos. Por isso, dizia aos pastorinhos: ‘Rezai, rezai muito e fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas'.

A pequena Jacinta sentiu e viveu como pró­pria esta aflição de Nossa Senhora, oferecendo-se heroicamente como vítima pelos pecadores. Certo dia, já ela e Francisco tinham contraído a doença que os obrigava a estarem na cama, a Virgem Maria veio visitá-los em casa, como conta a pequenina: ‘Nossa Senhora veio ver-nos e diz que vem buscar o Francisco muito breve para o Céu. E a mim perguntou-me se queria ainda converter mais pecadores. Disse-lhe que sim'. E, ao aproximar-se o momento da partida do Francisco, Jacinta recomenda-lhe: ‘Dê muitas saudades minhas a nosso Senhor e a Nossa Senhora, e diga-lhes que sofro tudo quanto Eles quiserem para converter os pecadores'. Jacinta ficara tão impressionada com a visão do inferno durante a aparição de 13 de Julho, que nenhuma mortificação e penitência era demais para salvar os pecadores. [...]

A minha última palavra é para as crianças: queridos meninos e meninas, vejo muitos de vós vestidos como Francisco e Jacinta. Fica-vos muito bem! Mas, logo ou amanhã, deixareis essa roupa e... acabarão os pastorinhos. Não deveriam acabar, não é?! É que Nossa Senhora precisa muito de todos vós, para consolar Jesus, triste com as asneiras que se fazem; precisa das vossas orações e sacrifícios pelos pecadores.

jacinta_7.jpgPedi aos vossos pais e educadores que vos ponham na ‘escola' de Nossa Senhora, para que Ela vos ensine a ser como os pastorinhos, que procuravam fazer tudo o que lhes pedia. Digo-vos que ‘se avança mais em pouco tempo de submissão e dependência de Maria, que durante anos inteiros de iniciativas pessoais, apoiados apenas em si mesmos' (São Luís de Montfort, Tratado da verdadeira devoção à Santíssima Virgem, n. 155). Foi assim que os pastorinhos se tornaram santos depressa. Uma mulher que acolhera a Jacinta em Lisboa, ao ouvir conselhos tão bons e acertados que a pequenina dava, perguntou quem os ensinava a ela. ‘Foi Nossa Senhora' respondeu. Entregando-se com total generosidade à direção de tão boa Mestra, Jacinta e Francisco subiram em pouco tempo aos cumes da perfeição. [...]

Eu Te bendigo, ó Pai, por todos os teus pequeninos, a começar pela Virgem Maria, tua humilde Serva, até os pastorinhos Francisco e Jacinta.

Que a mensagem das suas vidas permaneça sempre viva para iluminar o caminho da humanidade!" (Trechos da Homilia do dia 13 de maio de 2000, em Fátima)

Jovem leitor, ouça estas palavras do Papa, e deixe que o brilhante exemplo de Jacinta e Francisco guie seus passos ao longo dos caminhos da vida, sobretudo quando encontrar pela frente os que riem do bem e convidam para o mal. Procure imitar aquelas benditas crianças, escolhendo sempre a virtude e jamais o pecado.

Assim como os pastorinhos, possa você nunca desanimar nos momentos difíceis, nas horas de sofrimento, nos dias em que a fidelidade à Lei de Deus lhe parecer demasiado pesada. Lembre-se, como eles, daquela bondosa Senhora, que é a Auxiliadora dos Cristãos e Mãe de inesgotá­veis misericórdias: Ela sempre o socorrerá, sempre estará ao seu lado, sempre o perdoará e o sustentará nas vias do bem. Pois nunca se ouviu dizer que alguém que tenha, com confiança e humildade, implorado a assistência de Maria, fosse por Ela desamparado. E, esteja seguro, não será você o primeiro...

Espelhe-se, portanto, nos modelos cuja história foi aqui narrada; torne-se igualmente um fervoroso devoto de Nossa Senhora e, por meio d'Ela, do Sagrado Coração de Jesus, rezando o Terço e procurando, na medida de suas forças, repará-Los pelos in¬contáveis pecados que se cometem no mundo.

Desse modo, querido leitor, assim como para as benditas crianças de Fá­tima, estarão reservadas para você as consoladoras promessas de Maria Santíssima, cujo Imaculado Coração será sua recompensa demasiadamente grande, quando, ao término de seus dias nesta terra, Ela também o vier buscar para levá-lo ao Céu!

 (Livro Jacinta e Francisco Prediletos de Maria - Monsenhor João Clá)

 

 

Votar Resultado 1  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.